• Respondendo as perguntas das leitoras #semanaacobreada

    FINALIZANDO nossa querida semana acobreado, o último post veio com atraso mas veio bonito!

    Tive problemas com o editor de vídeo, mas já tá tudo lindo e pronto pra vocês.

    13102825_893363010791901_1947689461564791488_n

    • Vamos lá?

    Perguntas que respondi no vídeo:

    • Paula AlencarPor que o 7.4 ou até mesmo outras numerações de uma marca é tão diferente (mais cobre/mais vermelho) de outras?
    • Suênia MedeirosQual a função exata das tintas clareadoras? Elas devem ser aplicadas sozinhas ou misturadas com algum cobre? Por que a parte de dentro do cabelo nunca fica no mesmo tom da “capa”? Como fazer pra igualar?
    •  Dandara SanchesComo fazer pra igualar a cor da raiz com o comprimento?
    •  Suzana Gomes ClaudinoComo igualar quando com o tempo o cabelo fica mais claro pelo sol na parte de cima?
    •  Emilly CassandraTem problema usar ox diferente da marca da tinta? Por exemplo quero usar 8.77 igora e ox 20 da grandha marca de salão que não danifica meu cabelo
    •  Ingrid MouraComo conseguir os reflexos dourados em qualquer ruivo acobreado?
    •  Jéssica OliveiraComo usar os mix?
    •  Valdirene SilvaDepois da tintura eh melhor fazer H, N ou R?
    •  Tamiris FulquiniDizem que o ruivo não pega em cabelo escuro, que tem que descolorir ou clarear, porém também dizem que o ruivo não fixa em loiro, que tem que escurecer. E aí? O que fazer realmente?
    • Thaís PissetiComo retocar um cabelo que está de três cores: Raíz natural, uns 4 dedos levemente mais claro e o resto levemente mais escuro. Cada parte tem que ter um tempo de pausa diferente?
    • Mariana Affonso RosaQual tinta você julga como melhor custo benefício?
    • Gigi Garcia: Uma tinta 9.0 + ox de 20v dá um resultado igual a uma tinta 8.0 + ox de 30v? O que influenciaria mais no clareamento: uma ox de maior volumagem ou uma tinta mais clara?
    • Anônima: Como pintar os pêlos pubianos?

    E a convidada especial de hoje foi a Patrícia Miguez, dando VÁRIAS dicas maravilhosas sobre a saga ruiva dela, tanto sobre tonalidades quanto aprendizados da saga ruiva com henna e coloração!

    E aí, meninas? Gostaram da programação?!

    Vocês podem ver tudo que foi publicado essa semana na playlist #semanaacobreada no YouTube, com as participações das blogueiras convidadas.

    • Beijoca!

    [fbcomments]

    Um comentário

    1. THAYANE disse:
      05/10/2016 às 13:56

      Olá Gleici,boa tarde!

      Me tira uma dúvida,creio que talvez possa ser a dúvida de outras pessoas.Antes de ser ruiva eu era loirinha,real loiríssima,platinada,acabei desistindo após anos pois eu não via muito “desenvolvimento” no meu cabelo.Ele não passava de certo tamanho,até passava ,mas já não ficava tãããão saudável como eu gosto,sempre cuidei horrores e a prancha já não existe na minha vida tem tempo.Fui para o ruivo,pois gosto de cabelo com “cor” sabe,o castanho não combina com a minha personalidade e acreditava que a coloração danificarei menos que a descoloração.Após tanta história minha dúvida:Por que algumas pessoas cuidam,cuidam e cuidam e apenas com um pequeno procedimento o cabelo já tem sua estrutura abalada enquanto algumas pessoas não cuidam nada,fazem química e a estrutura do cabelo aparentemente está normal.Tenho como exemplos meu próprio cabelo e o da minha cunhada.Como disse acima sempre cuidei bastante,mas no inicio de abril por exemplo usei um tonalizante com emulsão de 10 volumes e mesmo assim ressecou e como sou meio louco nem esperei,fui lá e cortei 5 dedos e do outro lado tem a minha cunhada.A rotina de cuidados com o cabelo dela era apenas lavar deixar secar e passar a prancha,agora ela não faz química,mas em outra época ela fazia luzes mas o cabelo continuava saudável,pelo menos de aparência.Existe explicação para as minhas intermináveis dúvidas,rs?

      Obrigada!

    Deixe o seu comentário!

    O seu endereço de email não será publicado • Campos obrigatórios não podem ficar em branco