• Esse texto é sobre amor

    Eu aprendi que meu corpo é um templo e que eu devo cuidar bem dele. Que desafio. Cuidar de um templo onde as pessoas cospem na porta, quebram as janelas e a gente tem que arrumar tudo de novo, já exaustas, esperando pela próxima desordem.

    Aprendi também que se meu relacionamento der errado, a culpa é minha. Talvez eu não tenha me cuidado direito, talvez ele não gostasse do meu cabelo enrolado ou das minhas unhas curtas. Vai ver eu estava acima do peso. Vai ver apareceu uma moça mais bonita, com o sorriso ainda mais bonito e os olhos mais claros. Vai ver eu tenho predisposição a falhar e não sou capaz de ser a mulher da vida de alguém.

    Eu aprendi que é impossível ser feliz sozinha – ainda mais sendo uma mulher, é muito triste ficar pra titia. Uma vez minha mãe me disse que homem não gostava de mulher gorda e era melhor eu tomar alguns remédios pra emagrecer. Eu tinha doze anos e, nesse dia, eu aprendi que deveria viver buscando algo em mim que agradasse um homem – e se não tivesse, eu deveria criar. A culpa não era da minha mãe. Foi tudo o que ela aprendeu.

    Mas eu nunca quis aprender nada, nunca pedi. Me ensinaram tudo errado. Me ensinaram o que queriam que eu fosse, mas não me ensinaram a ser quem eu sou.

    E esse texto é sobre todo o amor próprio que eles não querem que nós tenhamos. Mas nós vamos.

    10458925_927292857293819_4602963775613109778_n

    Instagram | Facebook | snap: xessica.c ♥

    [fbcomments]

    Deixe o seu comentário!

    O seu endereço de email não será publicado • Campos obrigatórios não podem ficar em branco